• Mediação e Promoção do Livro e da Leitura

    Projecto Educativo de Intervenção Comunitária

    Este projeto assenta no pressuposto essencial de que “todas as crianças têm o direito a ser leitoras, ou seja, o acesso aos livros e a oportunidade de se tornar leitor, no sentido pleno do termo, é um direito fundamental da criança, em qualquer lugar e em qualquer etapa do seu desenvolvimento” (http://www.ibby.org/fileadmin/user_upload/Fundraising_brochure_2010.pdf).

    Somos professores, educadores, mediadores por excelência e nunca apolíticos, pois não há neutralidade em educação, toda a educação é política, como constatou Paulo Freire. Este é um projeto de intervenção comunitária, pensado, criado, implementado e desenvolvido por nós no Instituto das Comunidades Educativas (ICE).

    A leitura é, nas palavras de Castrillón (2013), “um direito de todos que, além disso, permite um exercício pleno da democracia”.

    O Cesto não transporta apenas livros que são lidos em voz alta e partilhados com um crescente número de turmas, também leva com ele emoções, sentimentos, memórias individuais e colectivas e usos diversos.

    Cada livro tem uma história, tem um segredo guardado pelo uso que tantos e tão diversos leitores lhe dão e que só o mediador conhece, por exemplo, há livros que já foram banco, bolo de aniversário, bengala, gelado, mordedor, almofada, comboio e até trilho de caminhada!

    Todas as semanas levamos livros e leituras em voz alta desde os bebés aos jovens num projeto que se desdobra em três acções, consoante o perfil leitor (www.casadaleitura.org) de cada criança, de cada grupo:

    1. O Cesto dos Livros – Pré-Leitores
    2. A Barrigada de Histórias – Pré-Leitores e Leitores Iniciais
    3. À Roda dos Livros e da Leitura – Leitores Medianos e Leitores Autónomos

    Andréa Duarte

    ICE_Braga

  • Todos Juntos Podemos Ler – Eu, tu e o mundo

    Projecto Educativo - No âmbito do LER + com o TEIP Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Sanches

    O trabalho com Literatura Infantil, permite-nos explorar várias competências. Sendo assim, no âmbito deste projeto, Ler+ Eu, Tu e o Mundo, pode explorar-se a heterogeneidade na e da escola, com o objetivo de formar cidadãos críticos e autónomos que participam do processo social, conscientes de seus direitos e deveres na sociedade com base no respeito mútuo.

    Para mais informação ver:
    Veja ainda outras atividades relacionadas na NEWSLETTER DAS BIBLIOTECAS
  • CENTURIUM

    Programa Educativo

    O Programa Educativo CENTURIUM® conta apoio e suporte do ICE para a dinamização de comunidades de aprendizagem a partir de práticas não-formais e inclusivas. Junto de todos os alunos na escolaridade obrigatória, estes são preparados para assumir o programa nos seus contextos, através da tomada de decisão colegial, utilizando a metodologia de assembleia. O CENTURIUM® tem por base quatro jogos de tabuleiros ancestrais – Moinho, Tábula, Soldado e Seega. O CENTURIUM® tem momentos de encontros através de torneios realizados nas turmas, escolas, concelhos, famílias e a nível nacional, final em Braga. É promotor de boas práticas para a promoção do sucesso escolar, flexibilização curricular e inclusão. Tem nos seus torneios os escalões: 1º, 2º, 3º ciclos, secundário, Necessidades Educativas Especiais, professores e famílias. Conta também com o concurso para a construção do tabuleiro mais original segundo as premissas dos 5 Rs. Esete programa educativo já conta com uma ampla rede de concelhos e, ainda, maior de escolas e comunidades educativas. O CENTURIUM® realiza momentos de formação para alunos, famílias e para professores, sendo que neste último caso ´são ações de formação acreditadas, que levam o CENTURIUM® para contextos curriculares. Através do CENTURIUM® o ICE promove sinergias entre escola, município e instituições culturais, onde se encontram, para através do património, cultura e intervenção social, gerar uma retaguarda segura para a criança intervir nos seus meios.

    Para mais informação ver:
  • IDA AO PARLAMENTO

    Lisboa - 2018

    Dia 19 de dezembro de 2018 deslocou-se à Assembleia da Republica um grupo de Maiores

    Dia 19 de dezembro de 2018 deslocou-se à Assembleia da Republica um grupo de Maiores (com os quais o ICE tem vindo a realizar diversas tertúlias e com quem já organizámos dois Congressos da Anciania). Estas dinâmicas continuam em processo, sempre com o objetivo da participação dos mais velhos e de dar visibilidade às suas problemáticas.

    Consulta de temas apresentados:

    Voluntariado

    Centro Comunitário

    Desresponsabilização Familiar

  • GPI – Grandes e Pequenos em Interação

    Em parceria e coordenação com a Câmara Municipal de Setúbal

    e instituições de idosos

    Idosos vão às salas de aula (Pré e 1º Ciclo)

     

    ESCOLAS – INSTITUIÇÕES (2019/2020) que integram o projeto GPI

     

    Agrupamento Sebastião da Gama: EB1 Azeda e Centro Comunitário de S. Sebastião; Agrupamento Luísa Todi: jardim de infância e 1º ciclo e Junta de Freguesia de S. Sebastião, APPACDM e Associação Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra; Agrupamento Barbosa Du Bocage: EB1 Sta. Maria, EB1 Arcos, EB1 Montalvão e Centro Comunitário União de Freguesias de Setúbal, Socorros Mútuos e Centro Comunitário de VanicelosAgrupamento Ordem de Santiago: JI Faralhão e Associação Gâmbia, Pontes e Alto da GuerraAssociação LATI (ações internas); Associação Baptista Shalom “Voar mais Alto”– jardim de infância e Centro Comunitário de S. Sebastião. Total de grupos/turmas: 20

    Alguns trabalhos realizados pelas crianças com idosos

    Setúbal - 2018

    AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LUISA TODI

    AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SEBASTIÃO DA GAMA

  • TERRA de DIREITOS

    Promovido pela FEC e financiado pelo Instituto Camões, tem como parceiros: 

     “Ao longo de 24 meses, o projeto “Terra dos Direitos” vai trabalhar paralelamente em dois níveis de ação: num nível micro, de educação, consciencialização e mobilização de crianças,  jovens e comunidades educativas para a ação em prol da defesa e proteção universal do Direito da Criança, com base em quatro concelhos e, a partir deste, num nível macro, lançado por peças de comunicação (artigos, posts nas redes sociais, vídeos, etc.) que desafiem a opinião pública portuguesa, de forma a provocar reflexão crítica sobre o tema, capaz de conduzir a processos de transformação social, em Portugal e na Guiné-Bissau, promotor de igualdade de todas as crianças no acesso aos seus direitos. Em parceria com a comunidade escolar e com investigadores universitários o projeto visa três resultados: i) a dinamização de atividades com alunos sobre Direitos das Crianças, planificadas em escolas de diferentes concelhos portugueses; ii) a consciencialização e mobilização de crianças em vários pontos do país, através de atividades de educação para os Direitos da Criança; iii) a disseminação de referências teórico-práticas de dinamização de ações de Educação para a Cidadania Global.”

    Visite o site do projeto

  • Cenas e Ciências

    Projeto “CENAS e CIÊNCIA” – Um projecto que articula Ciência e Literatura para a Infância e tem como parceiros a Universidade do Minho, a TecMinho, a Câmara Municipal de Terras de Bouro, a Planeta Tangerina e o ICE.

    “A missão do Cenas&Ciências centra-se na dinamização de atividades experimentais que promovem o desenvolvimento de competências indispensáveis na formação dos cidadãos do século XXI.

    As ações preconizadas envolvem metodologias ativas, onde o espírito crítico e a criatividade são estimulados na resolução de problemas no contexto de atividades artísticas, dramáticas e experimentais Hands-on para crianças a partir do ensino pré-escolar.”

    Visite o site do projeto

    Visite a página do facebook do projeto

      

  • SIGA

    O Projeto Siga-Setúbal Interinstitucional Gera Ação, surge no âmbito CLDS3G (Contratos Locais de Desenvolvimento Social), e tem por finalidade “promover a inclusão social dos cidadãos, de forma multissectorial e integrada, através de ações a executar em parceria, para combater a pobreza persistente e a exclusão social em territórios deprimidos”

    A quando da sua formalização para apresentar em candidatura a SEIES -Sociedade de Estudos e Intervenção em Engenharia Social, entidade coordenadora do projeto, convidou a APACCF – Associação de Professores e Amigos das Crianças do Casal Figueiras, O CCSS – Centro Comunitário de São Sebastião e o ICE – Instituto das Comunidades Educativas.

    Tendo presente as linhas orientadoras do programa e as especificidades de cada entidade ao ICE e à APACCF coube, o trabalho com as famílias, sendo da responsabilidade do ICE o trabalho mais especifico com as escolas e crianças.

    Para que o trabalho com as escolas e as crianças seja consistente é necessário perceber as realidades familiares de cada criança e como aos professores não compete e também não têm disponibilidade para este tipo de trabalho, nós podemos ser a mais valia que lhes falta.

    Até ao presente temos feito sessões sobre cidadania nas escolas, com o objetivo de lhes incutir outros conhecimentos e competências, mas também de os conhecer e conhecer as suas realidades familiares.

    A par do supracitado existe o trabalho feito pela SEIES e pelo CCSS, que promovem as questões do emprego e empreendedorismo assim como da importância do associativismo.

    Este é um projeto com a duração de 3 anos, que iniciou em agosto de 2016, e que de forma articulada as 4 entidades têm vindo a trabalhar para o desenvolvimento do concelho de Setúbal (excetua-se a freguesia de Azeitão, que não foi abrangida pelo programa).

    Para aceder à timeline do projeto clique aqui

    O Recurso Pedagógico do SIGA

    Para aceder ao recurso pedagógico “Brincar sem Brinquedos”, clique na imagem em baixo.